Centro Cultural, Seu Próprio
Professor no Centro
Encontros mediados
Edital - Mediação em arte

Tatu-Bola: origem, trajetória e resignificação

O mobiliário educativo Tatu-Bola foi criado em 2007 pela Divisão de Ação Cultural e Educativa do CCSP, na época dirigida pelo artista e educador Guilherme Sertório Teixeira. A ideia de criar o mobiliário à época foi viabilizada por meio de uma doação feita pelo Centro Cultural da Espanha para projetos voltados ao público infantil. A idealização do projeto, exclusivo para o Centro Cultural, levou em conta as características específicas de cada espaço, linguagem e programação e teve como responsável a arquiteta Mariana Ruzante.

O projeto nasceu, segundo Guilherme Teixeira “a partir do conceito de espaço público, de se tirar boa parte das atividades da Divisão que aconteciam no porão e trazê-las para a superfície. Assim nosso público experimentava um espaço digno, arquitetonicamente aberto e interessante e aquele que estava de passagem percebia que o espaço estava vivo, ocupado por pessoas”.

O Tatu-Bola é um ateliê móvel portátil que permite transformar quaisquer lugares num espaço próprio de criação artística. A história deste “mobiliário vivo”, como foi batizado pelos criadores em 2007, desdobrou-se em múltiplas atividades no espaço, desde o apoio para as visitas mediadas até oficinas realizadas aos finais de semana direcionadas à família. O desdobramento também se deu em relação às múltiplas linguagens que cada mobiliário possibilita: teatro, música, artes-visuais etc.

No ano de 2011 o mobiliário móvel caminhou por diversos espaços do CCSP e tornou-se um dispositivo importante tanto nas visitas mediadas – função ainda de sua origem – no diálogo intenso com a programação e as diversas curadorias, quanto no apoio aos projetos de Mediação em Arte, contemplados pelo edital de Concurso de Projetos de Mediação em Arte 2011, que ocuparam os espaços do Centro Cultural.

As atividades já não acontecem nos moldes de origem, mas o sentido de diálogo com o público que ocupa os espaços do CCSP continua. O mobiliário já não tem exclusivamente a função de ser um Ateliê de Arte nos espaços do centro, tornou-se um braço das mediações para além da arte, torno-se um “ateliê cultural” acompanhando as discussões e práticas relacionadas ao pertencimento, ao reconhecimento e à identidade no espaço público, iniciadas em 2011 e aprofundadas em 2012 por meio da continuidade de projetos como o Edital de Projetos de Mediação em Arte, Professor no Centro, Centro Cultural, Seu Próprio, entre outros.

 

Veja também:

Hotsite do Tatu-Bola, produzido na ocasião de sua implementação (2007), com imagens dos mobiliários e entrevista com os idealizadores

 
Contatos DACE

E-mail:

acaoeducativa@prefeitura.sp.gov.br

Telefones:

3397-4036

3397-4037